Pages

terça-feira, 23 de março de 2010

Para refletir.



TEMPO DE DECOMPOSIÇÃO DE MATERIAIS JOGADOS NOS RIOS, NOS LAGOS E NO MAR.











Os dez mandamentos da ecologia.



Os dez mandamentos da Ecologia

1- Amar a Deus sobre todas as coisas e a natureza como a ti mesmo.
2- Não defenderás a NATUREZA em vão,com palavras,mas através dos teus atos.
3- Guardarás as florestas intactas,pois tua vida depende delas.
4- Honrarás a flora,a fauna,todas as formas de vida na Terra, o que inclui a tua forma humana. 5- Não matarás, propiciando extinção das espécies.
6- Não te calarás diante da impureza do ar, deixando que a industria que te emprega suje o que a criança respira.
7- Não furtarás da TERRA sua camada de húmus raspando com máquinas ou provocando o fogo das queimadas,condenando com os anos o solo à infertilidade.
8- Não levantarás falso testemunho,alegando que o lucro e o"progresso"justificam teus crimes.
9- Não desejarás para teu proveito que as fontes e os rios se envene nem com os despejos industriais .1
0-Não cobiçarás objetos e adornos para cuja utilização e preparação seja necessário destruir a paisagem,como trofeús de animais e enfeites de flores e galhos ornamentais.

Ecclea Bosi

segunda-feira, 22 de março de 2010

Calendário Ambiental.


No site da SEMA (Secretaria do Meio Ambiente), encontramos o Calendário de datas comemorativas alusivas ao meio ambiente. Vale conferir no link abaixo:


Também vale conferir as Unidades de Confederação, listadas pelo site, no lin abaixo:

Parque São Donato (Itaqui).


RESERVA BIOLÓGICA DO SÃO DONATO
Está inserida na região da Campanha, com a predominância de campo, incluindo grandes extensões de banhados, vassourais, vegetação de tabuleiros, mata-palustre, mata de galeria e capões de mata arbóreo-arbustiva. Entre as árvores mais freqüentes estão: o angico, a figueira, o salso e o jerivá. Um total de 201 espécies de aves ocorrem na região com destaque para o veste-amarela, ameaçado de extinção, a marreca-asa-branca, a guaravaca-de-crista-branca, o caboclinho-de-barriga-vermelha e o carretão. A fauna de mamíferos é bem representada com a presença do zurrilho, do mão-pelada e de espécies ameaçadas, como os gatos-do- mato e a lontra.

Parque do Espinilho (Barra do Quaraí).















O Parque Estadual do Espinilho (PEE) é uma unidade de conservação localizada no município brasileiro de Barra do Quaraí, no extremo sudoeste do Rio Grande do Sul.
O parque foi criado em 1975 e teve sua área ampliada em 2002. Não está aberto à visitação pública.
Espinilho é um vegetal arbóreo com dimensões que podem alcançar três metros de altura, espinhento e que produz uma pequena cápsula de um centímetro onde estão as sementes. A distribuição dessa vegetação é característica da região que se inicia na beira dos rios Espinilho, Mourões, Quaraí Mirim e, depois, rio Quaraí, onde está localizado o parque. Fica no início da confluência dos rios e na antiga região conhecida por Campo Osório, onde ocorreu e houve desfecho trágico na revolução de 1893, onde foi morto o almirante Saldanha da Gama.
A fauna e a flora são exuberantes, uma vez que são encontrados bandos de capivaras, alguns cervos galhados, veado virá, graxains, pacas, lontras, jaguatiricas, socós, taxans, colhereiros e uma infinidade de pássaros menores.











quarta-feira, 17 de março de 2010

Elaboração de Projetos.

Interdisciplinaridade.

Metologia de Projetos em Ciências Naturais.

sexta-feira, 12 de março de 2010



Borboletas sobrevoam os azuis...Campânulas brotam... perfumam o ar com seus aromas...Insetos, os mais diversos sobrevoam os ares...Libélulas com asas transparentes, multicores, trepidam sobre as cabeças.A natureza desperta, se movimenta para mostrar seus dotes.Em tempos passados eles dormiam sobre a relva molhada, úmida, mantida pelas folhas que caíram, também em outros tempos...Também tiveram seu ciclo as folhas que ressecaram...O sol tórrido de outros tempos iluminaram seus veios, absorvendo-lhes a seiva para que pudessem ser dirigidas para outros pontos agora mais importantes para o crescimento. Quão bela e sábia a natureza...Recolhe-se para despertar a cada dia, mais bela e frondosa.Dentro do ciclo natural, a cada participante, compete uma tarefa. Todos cooperam para que os frutos sempre estejam prontos a serem consumidos.No silêncio, sem algazarra, cumpre a mãe natureza, seu curso. Não proclama, não participa a ninguém seus propósitos. Envolve-se simplesmente na sua tarefa, gerar... gerar luz, escuridão, frio, calor, umidade, seca, enfim tudo aquilo que lhe condiz. Voltada para seu despertar eterno, trilha o caminho dos mais sábios. Dentro de seu silêncio, vem mostrar aos homens, que o ciclo da vida é intermitente e constante.Pena que nem todos saibam...Se olhassem ao redor e apenas observassem o movimento que a grande Gaia faz, aprenderiam que Deus não fez as coisas por acaso.Nossos mestres e orientadores estão sempre próximos, mas é que olhamos pouco a volta.Se nos movimentássemos mais nesta direção, aprenderíamos com os maiores educadores, aqueles que nos foram mandados pelo Ser Supremo: a força da natureza é aquela que habita em nosso âmago. Estes sim são os verdadeiros mestres.Companheiros, aproveitem no que puderem, a mensagem.Deixo a todos com satisfação, muito feliz mesmo em poder compartilhar de minhas observações com vocês.Boa noite e até breve.Armando Luís Góes

Tratado de Educação Ambiental.


Clique no link abaixo para conhecer o Tratado de Educação Ambiental para Sociedades Sustentáveis e Responsabilidade Global

Clique na imagem para ampliá-la.

Mensagem da Natureza.



Não podemos ter paz, não podemos ter sustentabilidade – se não tivermos PAZ INTERIOR E SERENIDADE para isso. Por quê? Não observamos mais a cor do céu em uma tarde de Outono; o nascer do sol durante o verão, as gotas de orvalho nas folhas - pequenos prismas refletindo o sol! Não caminhamos mais descalços na terra para absorvermos a energia sutil da natureza que nos é dada de graça... Garoa no rosto! O cantar dos pássaros urbanos, por que não? Eles ainda existem, ou melhor, ainda RESITEM... Esquecemos-nos de observar e principalmente de “sentir” os detalhes que estão e, estarão sempre acontecendo ao nosso redor. Não temos mais “tempo” para isso... Perdemos o contacto com o sutil, com a natureza... Perdemos-nos dela e por conta disso – perdemos o contato com nós mesmos! Estamos cada vez mais sós, mais isolados... Sem brilho, sem energia e, sem “luz”. Perdemos o contato com nossos ancestrais, com nossa ancestralidade, com nossa essência e com a nossa origem. Perdemos-nos da vida... Para vida e, para O VIVER. Sem futuro! Sem “um futuro” nos escondemos com Internet, MSN, telefone celular, e-mails, etc., etc. O excesso de informação – desinforma! Perdemos o contato humano... Perdemos o gosto do abraço. O olhar nos olhos, o toque, o cheiro. Não mais agradecemos... Não mais pedimos perdão. Não mais conquistamos! Sem agradecimentos, sem conquistas, sem pedidos de perdão, sem objetivos, o VAZIO. FRUSTAÇÃO & FUGAS.
Brincamos de gente grande, mas somos crianças presas em um cercadinho, encolhidas, escondidas e no fundo, com muito medo! Vivemos em nome da evolução e do crescimento (?) e, em nome de um materialismo absoluto, onde o que importa é: O QUE EU TENHO O QUE VOCÊ TEM, E, O QUE EU GANHO COM ISSO! Em nome do futuro, perdemos nossa localização “pessoal” tanto no tempo, como no espaço. Somos como, pequenos pacotes de água e energia eletrônica – travestida de seres inteligentes... Acabando e destruindo o planeta, degradando a camada de ozônio, aumentando o efeito estufa com queimadas e desmatamentos, poluição de todos os tipos (imagináveis ou não) – tudo em nome do progresso, da evolução! EM NOME DA EVOLUÇÃO! Até que ponto tudo isso é verdadeiro? Se é que existe ALGUMA VERDADE em tudo isso, ou se existe VERDADE ABSOLUTA! Será que da maneira que estamos conduzindo tudo isso, manteremos nossa “semente cósmica” viva? E, se sim - por quantas mais gerações? Teremos um endereço – no futuro – para entregarmos nossa semente? Quem sabe: um LAR! Ou “lar”, é só um aspecto momentâneo, emocional e passageiro? Ou seremos encomendas celestiais, mas sem um endereço de entrega definido? Continuamos com nossa jornada de destruição pelo planeta.
Vivemos o hoje, o agora. Não pensamos sequer no amanhã! Não precisamos ir muito longe! Pode ser no próximo ano, ou no seguinte! Não estamos pensando de uma maneira natural e grandiosa, verdadeira... Se, estivermos realmente pensando - estamos pensando de uma maneira mínima, egoísta e individualista. Não estamos pensando em nossos filhos, nos nossos netos - da mesma maneira que nossos ancestrais pensavam em nós. Não herdamos deles, um mundo sem LUZ, sem água, sem mata, sem vida. Perdemos a referência da ordem natural das coisas da natureza. Ainda que alguns poucos de nós busquemos LUZ - a maioria ainda esta envolvida pela escuridão... Está na hora de parar. Está na hora de refletir, e, principalmente está na hora de Recomeçar.

Autor: Tarso Mugnai Marraccini

Isso você precisa saber!




Dicas para ajudar a salvar o planeta.












Cada um tem que fazer sua parte e não esperar que o outro faça…
1. Tampe suas panelas enquanto cozinha. Parece obvio, não é? E é mesmo! Ao tampar as panelas enquantocozinha você aproveita o calor que simplesmente se perderia no ar.
2. Use uma garrafa térmica com água gelada. Compre daquelas garrafas térmicas de acampamento, de 2 ou 5 litros. Abasteça-a de água bem gelada com uma bandeja de cubos de gelo pela manhã. Você terá água gelada até a noite e evitará o abre-fecha da geladeira toda vez que alguém quiser beber um copo de água.
3. Aprenda a cozinhar em panela de pressão. Acredite… dá pra cozinhar tudo em panela de pressão: Feijão, arroz, macarrão, carne, peix. e etc… Muito mais rápido e economizando 70% de gás.
4. Cozinhe com fogo mínimo. Se você não faltou às aulas de física no 2º grau você sabe: Não adianta, por mais que você aumente o fogo, sua comida não vai cozinhar mais depressa, pois a água não ultrapassa 100ºC em uma panela comum. Com o fogo alto, você vai é queimar sua comida.
5. Antes de cozinhar retire da geladeira todos os ingredientes de uma só vez. Evite o o abre-fecha da geladeira toda vez que seu cozido precisar de uma cebola, uma cenoura, etc…
6. Coma menos carne vermelha. A criação de bovinos é um dos maiores responsáveis pelo efeito estufa. Não é piada. Você já sentiu aquele cheiro pavoroso quando você se aproximou de alguma fazenda/criação de gado? Pois é: É metano, um gás inflamável, poluente, e megafedorento. Além disso, a produção de carne vermelha demanda uma quantidade enorme de água. Para você ter uma idéia: Para produzir 1 kg de carne vermelha é necessário 200 litros de água potável. O mesmo quilo de frango só consome 10 litros.
7. Não troque o seu celular. Já foi tempo que celular era sinal de status. Hoje em dia qualquer zé mané tem. Trocar por um mais moderno para tirar onda? Ninguém se importa. Fique com o antigo pelo menos enquanto estiver funcionando perfeitamente ou em bom estado. Se o problema é a bateria, considere o custo/benefício trocá-la e descartá-la adequadamente, encaminhando-a a postos de coleta. Celulares trouxeram muita comodidade à nossa vida, mas utilizam de derivados de petróleo em suas peças e metais pesados em suas baterias. Além disso, na maioria das vezes sua produção é feita utilizando mão de obra barata em países em desenvolvimento.
8. Compre um ventilador de teto. Nem sempre faz calor suficiente pra ser preciso ligar o ar condicionado. Na maioria das vezes um ventilador de teto é o ideal para refrescar o ambiente gastando 90% menos energia. Combinar o uso dos dois também é uma boa idéia. Regule seu ar condicionado para o mínimo e ligue o ventilador de teto.
9. Use somente pilhas e baterias recarregáveis. É certo que são caras, mas ao uso em médio e longo prazo elas se pagam com muito lucro. Duram anos e podem ser recarregadas em média 1000 vezes.
10. Limpe ou troque os filtros do seu ar condicionado. Um ar condicionado sujo representa 158 quilos de gás carbônico a mais na atmosfera por ano.
11. Troque suas lâmpadas incandescentes por fluorescentes. Lâmpadas fluorescentes gastam 60% menos energia que uma incandescente. Assim, você economizará 136 quilos de gás carbônico anualmente.
12. Escolha eletrodomésticos de baixo consumo energético. Procure por aparelhos com o selo do Procel (no caso de nacionais) ou Energy Star (no caso de importados).
13. Não deixe seus aparelhos em standby. Simplesmente desligue ou tire da tomada quando não estiver usando um eletrodoméstico. A função de standby de um aparelho usa cerca de 15% a 40% da energia consumida quando ele está emuso.
14. Mude sua geladeira ou freezer de lugar. Ao colocá-los próximos ao fogão, eles utilizam muito mais energia para compensar o ganho de temperatura. Mantenha-os afastados pelos menos 15cm das paredes para evitar o superaquecimento. Colocar roupas e tênis para secar atrás deles então, nem pensar!
15. Descongele geladeiras e freezers antigos a cada 15 ou 20 dias. O excesso de gelo reduz a circulação de ar frio no aparelho, fazendo que gaste mais energia para compensar. Se for o caso, considere trocar de aparelho. Os novos modelos consomem até metade da energia dos modelos mais antigos, o que subsidia o valor do eletrodoméstico a médio/longo prazo.
16. Use a máquina de lavar roupas/louça só quando estiverem cheias. Caso você realmente precise usá-las com metade da capacidade, selecione os modos de menor consumo de água. Se você usa lava-louças, não é necessário usar água quente para pratos e talheres pouco sujos. Só o detergente já resolve.
17. Retire imediatamente as roupas da máquina de lavar quando estiverem limpas. As roupas esquecidas na máquina de lavar ficam muito amassadas, exigindo muito mais trabalho e tempo para passar e consumindo assim muito mais energia elétrica.
18. Tome banho de chuveiro. E de preferência, rápido. Um banho de banheira consome até quatro vezes mais energia e água que um chuveiro.
19. Use menos água quente. Aquecer água consome muita energia. Para lavar a louça ou as roupas, prefira usar água morna ou fria.
20. Pendure ao invés de usar a secadora. Você pode economizar mais de 317 quilos de gás carbônico se pendurar as roupas durante metade do ano ao invés de usar a secadora.
21. Nunca é demais lembrar: recicle. Recicle no trabalho e em casa. Se a sua cidade ou bairro não tem coleta seletiva, leve o lixo até um posto de coleta. Existem vários na rede Pão de Açúcar. Lembre-se de que o material reciclável deve ser lavado (no caso de plásticos, vidros e metais) e dobrado (papel).
22. Reduza o uso de embalagens. Embalagem menor é sinônimo de desperdício de água, combustível e recursos naturais. Prefira embalagens maiores, de preferência com refil. Evite ao máximo comprar água em garrafinhas, leve sempre com você a sua própria.
23. Compre papel reciclado. Produzir papel reciclado consome de 70 a 90% menos energia do que o papel comum, e poupa nossas florestas.
24. Utilize uma sacola para as compras. Sacolinhas plásticas descartáveis são um dos grandes inimigos do meio-ambiente. Elas não apenas liberam gás carbônico e metano na atmosfera, como também poluem o solo e o mar. Quando for ao supermercado, leve uma sacola de feira ou suas próprias sacolinhas plásticas.
25. Plante uma árvore:Uma árvore absorve uma tonelada de gás carbônico durante sua vida. Plante árvores no seu jardim ou inscreva-se em programas como o SOS Mata Atlântica ou Iniciativa Verde.

Lei da Educação Ambiental.















Clique no link abaixo e conheça a Lei nº 9.795, de 27 de abril de 1999, sobre Educação Ambiental.


http://www.lei.adv.br/9795-99.htm

Carta escrita no ano de 2070.

video

A lei da natureza.


Clique no link abaixo para conhecer a lei que rege o meio ambiente.

Meio Ambiente.


















Clique na imagem para ampliá-la.

quinta-feira, 11 de março de 2010

Ética Ambiental.

video