Pages

terça-feira, 3 de julho de 2012

Passeio na Trilha do Cacaréu.

Caminhada pelo Dia Mundial do Meio Ambiente.










quarta-feira, 13 de junho de 2012

Seduc leva Colcha do Meio Ambiente à Rio+20.


A
visão dos estudantes da rede estadual de ensino do Rio Grande do Sul sobre o
meio ambiente estará presente na Conferência da Organização das Nações Unidas
(ONU) sobre sustentabilidade, a Rio+20, que acontece no Rio de Janeiro de 13 a 22 de junho. A colcha do
meio ambiente, união de desenhos e colagens, será exposta no estande do governo
do Estado, no Parque dos Atletas.
A colcha reuniu pinturas, colagens e desenhos que tiveram como ponto de partida
a reflexão dos alunos sobre a natureza que os cerca. A produção começou em
junho de 2011, durante o dia de mobilização, com a costura dos diversos panos
feitos de algodão cru, feita no Parque da Redenção, em Porto Alegre. Depois
disso, a colcha do meio ambiente se tornou itinerante. Foi exposta nas
Coordenadorias Regionais de Educação (CREs), na Secretaria Estadual do Meio
Ambiente, na Fundação Zoobotânica e em diversos eventos, simbolizando os
diferentes olhares das crianças e jovens sobre a sua relação com a natureza.
Além da colcha, a assessora Silvana Favreto, levará também um poster para a
Rio+20, com informações sobre os objetivos e resultados do projeto, já exposto
no 7º Fórum Brasileiro de Educação Ambiental em Salvador.

Uma alternativa para geração limpa.


Da Agência Ambiente Energia - A Usina Termelétrica de São
Borja, no
Rio Grande do Sul, foi inaugurada no final do mês passado. A
planta é
a maior do Brasil com geração de energia a partir de casca
de arroz e
está em condicionamento desde abril de 2010. A usina pertence ao
fundo
de investimento alemão MPC Bionergie Brasilien GmbH &
Co. KG e é
operada pela Dalkia Brasil, subsidiária da Veolia
Environnement e da
Eletricité de France (EDF).

A capacidade de geração é de 85 mil MWh ao ano e deverá ser
atingida
até o final de 2012, com consumo de cerca de 100 mil
toneladas de
casca ao ano. Desde 2010, a planta opera com 100% de seu potencial.
A
estimativa é que, do total de energia gerado, 10% seja
destinado à
alimentação da usina e 90% seja comercializado à rede
pública.

A escolha da matriz energética deve-se ao fato de o Rio
Grande do Sul
ser o maior produtor brasileiro de arroz. A casca do grão é
um insumo
descartado em aterros e não tem valor comercial. A
utilização da casca
no processo de geração soluciona um problema ambiental e
diminui o
custo global da energia.

A UTE de São Borja é a primeira planta de biomassa operada
pela Dalkia
no Brasil. No mundo, a expertise da companhia abrange cerca
de 280
projetos com geração de energia a partir de biomassa. A
Dalkia é
responsável pela operação e manutenção da planta e atua
desde a
preparação da matéria-prima à manutenção das instalações. O
objetivo
do trabalho é garantir a produção do volume de energia
esperado.

“Estamos trabalhando em parceria com os pequenos produtores
do entorno
da usina, o que tem auxiliado a região de forma econômica,
ambiental e
social. Outro benefício é o da redução do descarte da casca
de arroz
no ambiente, atribuindo-lhe uma utilidade”, explica Philippe
Roques,
diretor industrial da Dalkia

Fonte: http://www.ambienteenergia.com.br/index.php/2012/06/uma-alternativa-para-geracao-limpa/19712,

Quando você joga algo fora, está jogando dentro.


Você já pensou que quando jogamos o lixo fora, na verdade não é "fora" que
estamos jogando, e sim "dentro"?
Sim, dentro do nosso habitat, planeta, mundo, orbe. Enfim, a sua casa, a minha
casa, a nossa casa.
Se estocarmos em nossa própria casa todo o lixo que produzimos, provavelmente
em 1 ano, com uma família de em média 4 pessoas, o lixo consumiria todo esse
espaço. E onde iríamos morar? Temos a opção de comprar outra casa assim que a
atual enchesse. E continuaríamos fazendo isso por muitos anos, não é mesmo?
Vocês já se imaginaram vivendo em meio a insetos, odores desagradáveis,
materiais sujos, e outras tantas coisas que são nocivas à nossa saúde? Talvez
não, mas seria se o lixo fosse deixado dentro de sua própria casa ao invés de
coloca-lo num lugar que você considera "fora".
É isso que estamos fazendo com o nosso Planeta.
Não é possível deixar de produzir lixo, mas o melhor a fazer é reciclá-lo.
Temos que fazer algo para mudar essa realidade, por que se continuar assim por
muito tempo, um dia não existirá mas esse lugar onde o lixo
"desaparece".
É uma ignorância com a nossa própria vida, vamos crescer!
Não vamos deixar o Planeta virar uma bola de lixo espacial, vamos crescer
moralmente e nos tornar pessoas melhores a cada dia, a cada descoberta. Muitas
pessoas podem não saber, mas somos os seres mais inteligentes da face da Terra.
Não é à toa que fomos à Lua, inventamos tecnologias, curamos doenças. Foram
tantas descobertas, que é inaceitável não termos uma solução em que todos se
envolvam para o bem da própria vida.
Quem tem, iniciativa para reverter isso tudo, parabéns. Mas quem ainda não tem
consciência desse tremendo mal, comessem agora mesmo, pois o tempo está acabando.


FONTE: http://projetoisolamentotermico.blogspot.com.br/2011/10/quando-voce-joga-algo-fora-esta-jogando.html

terça-feira, 8 de maio de 2012

Dia 22 de maio: Dia Internacional da Biodiversidade.

Biodiversidade ou diversidade biológica pode ser definida como a variedade de vida do planeta terra, abrangendo as variações genéticas dentro das populações e espécies, a flora, a fauna, os microrganismos e as diversas comunidades, habitats e ecossistemas formados pelos organismos.
Sendo uma das propriedades fundamentais da natureza, é responsável pelo equilíbrio e estabilidade dos ecossistemas e suas funções ecológicas são fundamentais para modificar a biosfera, tornando-a apropriada e segura para a vida.A diversidade biológica possui, além de seu valor intrínseco, valor ecológico, genético, social, econômico, científico, educacional, cultural, recreativo e estético. Com tamanha importância, é preciso evitar a perda da biodiversidade e cada vez mais preservá-la.
A preservação da biodiversidade não é só responsabilidade dos governos. As organizações internacionais e não governamentais, o setor privado e todas as pessoas têm o dever de proteger o que é o nosso patrimônio comum.Neste Dia Internacional da Biodiversidade, vamos conscientizar e mobilizar todos os nossos conhecidos em prol da defesa da biodiversidade!

Coleta seletiva.


COMO IMPLANTAR A COLETA SELETIVA
Inicialmente é necessário a conscientização de todos para a busca de soluções para o grave problema. Isto é possível através de palestras, manual de Coleta Seletiva e cartazes demonstrando as vantagens da reciclagem, da preservação dos recursos naturais e a não
poluição do meio ambiente.Na próxima fase, é necessário sinalizar e disponibilizar coletores específicos para cada tipo de material em lugar comum a todos e de fácil acesso. Hoje, além dos coletores é possível disponibilizar sacos de lixos nas cores padrões de cada material.Na última fase é necessário ter um sistema pré-determinado para o recolhimento dos materiais selecionados e que deverão ser encaminhados para as usinas de reciclagens.

SISTEMAS DE COLETA DE SELETIVA
Existem algumas formas de coletas de materiais recicláveis.O primeiro exemplo é o sistema de porta a porta onde os caminhões do serviço de limpeza passam recolhendo os materiais separados, como na coleta de lixo comum, mas em dias específicos.O segundo exemplo é através da entrega voluntária (PEV) em postos de coleta distribuídos pela cidade nas escolas, praças, supermercados, etc., onde a população entrega os materiais separados nos respectivos coletores.Hoje existem, também, empresas especializadas que retiram os materiais selecionados e encaminham para as usinas de reciclagens mediante contratos ou solicitações.
Este método é mais adequado às empresas onde o volume de material é maior.

O PRIMEIRO PASSO: A SEPARAÇÃO DO LIXO

RECICLÁVEL DO NÃO RECICLÁVEL
No cotidiano de nossas cidades, são produzidas milhares de toneladas de lixo. Há muito tempo este resíduo é um dos grandes problemas que o poder público e a sociedade tem enfrentado, buscando soluções que nem sempre atendem as necessidades. Razão disso a degradação do
meio ambiente, tais como as contaminações de nossos rios, a poluição do ar, ruas sujas, proliferação de insetos, ratos, etc, causando doenças.A solução mais eficiente é a separação dos materiais recicláveis para o reaproveitamento, transformando o problema do lixo em solução econômica e social. Para que isto seja possível é preciso que todos participem colaborando com o programa de Coleta Seletiva.
A Só Lixeiras faz a sua parte fabricando e comercializando a
maior linha de coletores (lixeiras) para ambientes domésticos, comerciais,
industriais e condomínios. Seguindo os padrões CONAMA (Conselho Nacional do Meio
Ambiente) a Só Lixeiras trabalha para que o resíduo seja separado na origem,
facilitando todos os processos posteriores para a reciclagem. Desta forma,
permite que toda empresa enquadrada no projeto de responsabilidade ambiental,
atenda também as normas de qualidade ISO 14001.

COLETA SELETIVA

É a separação dos materiais que podem ser reciclados, na sua fonte
geradora.

BENEFÍCIOS DA COLETA SELETIVA

• Para 75 latas de aço, recicladas, preserva-se uma árvore que seria usada como carvão.• Para cada tonelada de papel reciclado, evita-se a derrubada de16 a 30 árvores adulta, em média.
• A cada 100 toneladas de plástico reciclado, evita-se a extração de 1 tonelada de petróleo e a economia em torno de 90% de energia.
• 10% de vidro reciclado, economiza-se 4% de energia e reduz 10% no consumo de água.As vantagens da reciclagem são muitas mas acima de tudo, ela melhora a qualidade de vida, minimiza os efeitos da poluição no planeta, gera empregos e rendas, além de valorizar as empresas ambientalmente corretas.

MATERIAIS RECICLÁVEIS

Os principais materiais recicláveis são papeis, plásticos, vidro e metal.Todos deverão ser separados e colocados em coletores ou sacos plásticos de preferência na cor padrão de cada material conforme resolução do CONAMA (Conselho Nacional do Meio Ambiente).

MATERIAIS NÃO RECICLÁVEIS

-Lixo Orgânico ou Úmido - São restos
de comidas, cascas de frutas e legumes, etc.
-Rejeitos - Lenços e guardanapos
de papel, absorvente e papel higiênico, fraldas, papéis sujos, espelhos,
cerâmicas, porcelanas, etc.
-Resíduos Especiais - Pilhas e
baterias.
-Resíduos Hospitalar - Curativos, gazes, algodão, seringas,
etc.
-Lixo Químico ou Tóxico - Embalagens de agrotóxico.

GUIA DE MATERIAIS RECICLÁVEIS E NÃO RECICLÁVEIS

PLÁSTICO - cor padrão vermelho
*Reciclável :•Copos• Garrafas• Sacos/Sacolas• Frascos de produtos• Tampa s•Potes• Canos e Tubos de PVC• Embalagens Pet(Refrigerantes, Suco,Óleo, Vinagre, etc.
*NãoReciclável: • Tomadas• Cabos de Panelas• Adesivos •Espuma• Embalagens Metalizadas(Biscoitos e Salgadinhos)

METAL - Cor padrãoamarelo
*Reciclável :•Tampinhas de Garrafas• Latas• Enlatados• Panelas sem cabo•Ferragens• Arames• Chapas• Canos• Pregos• Cobre
*Não Reciclável: • Clipes• Grampos• Esponja de Aço•Aerossóis• Latas de Tinta• Latas de Verniz,Solventes Químicos,Inseticídas

Papel - Cor padrão azul
*Reciclável :•Jornais e Revistas• Listas Telefônicas• Papel Sulfite/Rascunho•Papel de Fax• Folhas de Caderno• Formulários de Computador• Caixas em Geral (ondulado)• Aparas de Papel•Fotocópias• Envelopes•
Rascunhos• Cartazes Velhos
Não
Reciclável: • Etiquetas Adesivas• Papel Carbono• Papel Celofane•Fita Crepe• Papéis Sanitários• Papéis Metalizados• Papéis Parafinados• Papéis Plastificados• Guardanapos• Bitucas de Cigarros• Fotografias

Vidro - Cor padrãoverde
*Reciclável :•Garrafas• Potes de Conservas• Embalagens• Frascos de Remédios•Copos• Cacos dos Produtos Citados• Pára-brisas
*NãoReciclável: • Portas de Vidro• Espelhos• Boxes Temperados•Louças• Cerâmicas• Óculos• Pirex• Porcelanas• VidrosEspeciais (tampa de forno e microondas)• Tubo deTV

sexta-feira, 20 de abril de 2012

Convite

Reunião de Educação Ambiental
Público - Alvo: Um representante da Direção, Presidente do CPM e o Multiplicador do Projeto Meio Ambiente
Data: 26/04Horas: 8h30min
Local: Escola de Educação Infantil Antiga CAUL
Endereço: Rua Venâncio Aires esquina com Júlio de Castilhos

Dia 22 de abril: Dia da Terra!

Sites interessantes com atividades para os professores desenvolverem com seus alunos:








**http://www.youtube.com/watch?v=NtZWMHjDX78&feature=relmfu


**http://www.cmqv.org/website/artigo.asp?cod=1461&idi=1&moe=212&id=15800



quinta-feira, 22 de março de 2012



sexta-feira, 16 de março de 2012

Datas comemorativas.



sexta-feira, 2 de março de 2012

22 de março: Dia Mundial da Água!



terça-feira, 28 de fevereiro de 2012

Rio+20. O que é?


Em junho, o Brasil sediará a Rio+20, conferência da ONU que reunirá líderes do mundo todo para discutir meios de transformar o planeta em um lugar melhor para se viver. O evento será realizado no Rio de Janeiro, 20 anos depois da Eco92, que teve como protagonista uma menina de apenas 12 anos.
Por Débora Spitzcovsky - Edição: Mônica Nunes Planeta Sustentável- 29/07/2011

Você já deve ter lido na internet ou visto na TV que, em 2012, o Brasil será sede de uma importante conferência da ONU - Organização das Nações Unidas*: a Conferência das Nações Unidas sobre Desenvolvimento Sustentável, apelidada de Rio+20*. Mas você faz ideia do que acontecerá durante esse evento? Do que ele representa para o nosso futuro? Em junho, líderes dos 193 Estados que fazem parte da ONU, além de representantes de vários setores da Organização, se reunirão para discutir como podemos transformar o planeta em um lugar melhor para viver, inclusive para as futuras gerações. Uma grande responsabilidade, não é mesmo? A ideia da realização dessa Conferência no Brasil foi do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que, em 2007, fez a proposta para a ONU. E você sabe por que o evento recebeu o nome de Rio+20? Porque a reunião acontecerá no Rio de Janeiro, exatamente 20 anos depois de outra conferência internacional que tinha objetivos muito semelhantes: a Eco92, também promovida pela ONU, na capital fluminense, para debater meios possíveis de desenvolvimento sem desrespeitar o meio ambiente. O evento rendeu a criação de vários documentos importantes - como a Agenda 21, a Carta da Terra e as Convenções do Clima e da Diversidade Biológica -, além de ter consagrado uma menina de - acredite! -, apenas, 12 anos. Trata-se da pequena canadense Severn Suzuki, fundadora do movimento Eco - Organização Ambiental das Crianças, que ficou marcada na história da Eco92 ao juntar dinheiro, junto com três amigos - Michelle Quigg, Vanessa Suttie e Morgan Geisler* - para viajar para o Brasil e falar para os mais importantes líderes do planeta, na época. Em um discurso pra lá de emocionante, a menina pediu aos adultos mais respeito pelo mundo que eles deixariam para ela e suas futuras gerações. (Assista ao vídeo da apresentação de Suzuki na Eco92, no final deste texto). Vinte anos depois, a Rio+20 reunirá os líderes de todo o mundo para fazer um balanço do que foi feito nas últimas duas décadas e discutir novas maneiras de recuperar os estragos que já fizemos no planeta, sem deixar de progredir. Mas pensar em alternativas para diminuir o impacto da humanidade na Terra não é responsabilidade, apenas, dos governantes: é nossa também. Afinal, todas as atitudes que tomamos no dia a dia - do tempo que demoramos para escovar os dentes ao meio de transporte que escolhemos para ir à escola - afetam, de alguma maneira, o planeta e, por consequência, nossa vida. Por isso, no mesmo período da reunião oficial da Rio+20, o Rio de Janeiro sediará, também, a Cúpula dos Povos: um evento que contará com debates, palestras e uma porção de outras atividades, sobre os mesmos temas da Conferência da ONU, mas que serão promovidos por grupos da sociedade civil - como ONGs e empresas. A ideia é que todos os setores da sociedade discutam, ao mesmo tempo, maneiras de transformar o planeta em um lugar melhor para vivermos. Afinal, a união faz a força, certo? E até mesmo quem estiver de fora dessas duas reuniões pode ajudar, pensando em maneiras de diminuir seu impacto na Terra. Que tal tomar banhos mais curtos? Ou desligar a TV, enquanto usa o computador e vice-versa? Pense em atitudes que você pode adotar para melhorar o planeta em que vivemos e compartilhe com seus amigos, pais e professores - e, também, aqui, com a gente! Você pode incentivar muitas outras pessoas a fazer o mesmo...

segunda-feira, 27 de fevereiro de 2012

Vídeo institucional da Conferência Mundial do Meio Ambiente, Rio+20.

video

Brasil é sede do Dia Mundial do Meio Ambiente, em 2012.



O Brasil sediará as comemorações do Dia Mundial do Meio Ambiente, lembrado no dia 5 de junho. O tema deste ano será Economia Verde: Ela Te Inclui? O anúncio foi feito em Nairobi (Quênia), onde a ministra do Meio Ambiente, Izabella Teixeira, reuniu-se com o diretor executivo do Programa das Nações Unidas para o Meio Ambiente, Achim Steiner. As comemorações vão ocorrer três semanas antes de o Brasil sediar a Rio+20, encontro que vai discutir os progressos do desenvolvimento sustentável nos últimos 20 anos, além dos futuros desafios para o meio ambiente. Há duas décadas, o Brasil sediou as comemorações pelo Dia Mundial do Meio Ambiente, durante a Cúpula da Terra.


sexta-feira, 24 de fevereiro de 2012

Qualidade dos orgânicos - a grande diferença.



Foi publicado no Journal of Applied Nutrition ( 1993 ) pesquisa realizada durante 2 anos em Chicago, Estados Unidos, onde ficou comprovada a grande diferença entre o alimento orgânico e o alimento produzido de forma convencional. Foram analisadas várias amostras de maça, batata, pêra, trigo e milho doce, comprovou-se que os alimentos orgânicos possuem uma diferença acentuada no conteúdo de alguns minerais essenciais. Veja a tabela:


MINERAL % superior do alimento orgânico


Cálcio 65%
Ferro 73%
Magnésio 118%

Molibdênio 178%
Fósforo 91%
Potássio 125%
Zinco 60%
Mercúrio MENOS 29 %


Obs: foram realizados de 4 a 15 amostras para cada grupo de alimento
Segundo análise na apresentação do Engenheiro Agrônomo Jorge Vailati do Instituto Biodinâmico , esta é a maior prova que, mesmo utilizando adubos quimicos, não se garante um maior nível de nutriente aos produtos da agricultura convencional.
Este fato mostra a superioridade de um sistema orgânico, mais eficiente. A liberdade de crescimento e amadurecimento da planta, garante a nutrição de forma natural de acordo com as leis da natureza do reino vegetal.

Indicação de site com jogos.

Muito legal o site www.cnpsa.embrapa.br/jogos, pois nele você encontra vários jogos sobre o meio ambiente. Acesse lá e divirta-se!

quarta-feira, 15 de fevereiro de 2012

video




Com novo Código Florestal aprovado pelo Senado, saiba o que muda nas leis ambientais.

Confira os principais pontos que sofreram modificações:

** Multas
A possibilidade de converter multas em serviços de recuperação ambiental será estendida para todas as propriedades rurais que desmataram sem autorização ou sem licenciamento e foram autuados até 2008.

** Recomposição das margens
- Para rios com até 10 metros de largura.
Todas as propriedades rurais poderão manter as atividades consolidadas até 2008 em margens de rios, mas serão obrigadas a recompor faixas de vegetação de no mínimo 15 metros no caso de rios de até 10 metros de largura.
- Para rios acima de 10 metros de largura imóveis de até quatro módulos fiscais devem recompor faixas de matas correspondentes à metade da largura do rio - do mínimo de 30 metros ao máximo de cem metros -, não excedendo os percentuais das áreas de reserva legal.
- Propriedades com mais de quatro módulos fiscais.
Conselhos estaduais de meio ambiente, após ouvirem o Poder Executivo, estabelecerão as dimensões mínimas obrigatórias de matas ciliares, também respeitando o limite correspondente à metade da largura do rio, dentro do intervalo mínimo de 30 metros e máximo de cem metros.

** Nascentes e olhos d'água
Serão permitidas atividades consolidadas no entorno das nascentes e olhos d'água, com recomposição obrigatória da vegetação em um raio mínimo de 30 metros.

** Atividades em encostas de morros
As atividades agrossilvopastoril serão permitidas em encostas com inclinação entre 25 graus e 45 graus.

** Cadastro ambiental
Estabeleceu prazo de um ano, prorrogável por igual período, para que seja feita a inscrição da propriedade no Cadastro Ambiental Rural. Também quer disponibilizar cadastro na internet.

** Regularização
O texto estabelece prazo de até dois anos, a partir da nova lei, para que União, Estados e Distrito Federal implantem os Programas de Regularização Ambiental. Em topos de morro, poderão ser admitidas atividades florestais, cultura de espécies lenhosas, perenes ou de ciclo longo, além da infraestrutura associada ao desenvolvimento dessas atividades. Estão vedados novos desmatamentos nas áreas protegidas.

**Reserva legal
É fixado o prazo de cinco anos para que os Estados aprovem o zoneamento ecológico-econômico. Propriedades que desmataram reserva legal após 22 de julho de 2008 têm cinco anos para recompor a área.

**Incentivos econômicos
Novos incentivos econômicos foram criados para quem preservar e recuperar áreas florestadas.

**Agricultura familiar
Um capítulo específico simplifica a inscrição no cadastro Ambiental Rural e o licenciamento ambiental de planos de manejo florestal, garante apoio técnico e jurídico para o cumprimento das regras e cria mecanismos de estímulo e de financiamento.

**Zonas urbanas
O texto assegura que sejam mantidos pelo menos 20 metros quadrados de área verde por habitante em novas expansões urbanas. Os municípios terão de delimitar a largura das faixas marginais de qualquer curso d'água natural que delimitem as áreas da faixa depasagem de inundação.

(FONTE: http://zerohora.clicrbs.com.br/rs/economia/2011/12/com-novo-codigo-florestal-aprovado-pelo-senado-saiba-o-que-muda-nas-leis-ambientais-3588127.html)